Rota de fuga

15 mar

Com tremores acontecendo com cada vez mais frequência, e a televisão repetindo que o grande terremoto de Kanto está chegando, não há quem não se desespere. Somos obrigados a adquirir um kit para emergências e deixá-lo sempre ao alcance. Existe uma infinidade desses kits à venda na internet. A faixa de preço varia de ¥500 (em torno de R$10, o que eu comprei) até ¥50.000 (R$1,095!). Dentro deles há coisas que você nem imaginava que existiam, como manta térmica de alumínio, rádio-lanterna-alarme recarregável a manivela, biscoitos nutritivos longa-vida e mais. Muito mais!

Essa semana no escritório fizemos uma simulação preventiva em caso de desastres. O exercício consistia no seguinte: ao primeiro sinal de terremoto forte, deveríamos entrar debaixo da mesa e nos proteger. Assim que o tremor perde a força, tínhamos que colocar o capacete, deitar a torre do computador para que ela não tombasse e destruísse os dados, e pegar a bolsa e casaco para depois aguardar instruções do responsável pelo grupo. Aconselha-se sempre a se permanecer dentro dos prédios, mas como na empresa há muitos estrangeiros, praticamos também a rota de fuga do prédio até a área de evacuação do nosso bairro.

Como todos aqui sabemos, o maior problema vem depois do terremoto. Ruas intransitáveis, sistema de transporte parado e celulares mudos só ajudam a aumentar o pânico. Fomos orientados a voltar para a empresa e permanecer lá até a situação normalizar. Há estoque de água e comida por 3 dias, além de equipamentos especiais para situações de emergência. E eu tenho meu estoque particular de arroz e água (os biscoitos eu sempre como).

Lembro-me de que quando nos abrigamos naquele parque, no ano passado, haviam poucas pessoas. Talvez mais um ou dois grupos vindos de empresas vizinhas. Acredito que a maioria dos japoneses esteja acostumada a ficar dentro de algum lugar. Mas não um estrangeiro. Na hora a vontade que se tem é de sair correndo, não importa para onde. Mas numa dessas você pode ser atingindo por estilhaços de janela, placas, fios de alta tensão e pode até mesmo dar de frente com o tsunami.

E você? O que faria?

UPDATE: A pedido da empresa fiz algumas alterações no texto e retirei uma foto que continha colegas de trabalho.

2 Respostas to “Rota de fuga”

  1. tarjcooper 13/05/2014 às 01:24 #

    Sendo um estrangeiro em visita ao Japão, como consigo informação sobre as rotas de fuga, o sistema de alarmes e os locais de refugio para onde se dirigir em caso de tufão, tsunami e terremoto ?

  2. tarjcooper 13/05/2014 às 01:25 #

    Republicou isso em Tarjcooper's Blog.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: