Tag Archives: tv japonesa

Surii-dii Terebi (TV3D)

22 maio

Comentei, não faz muito tempo atrás, que a Sony planejava começar a vender televisores 3D antes do começo da copa. Pois é, acabou que quem saiu na frente foi a Panasonic com sua linha 3D Viera. Pelo que entendi do paflento que peguei no estande, é o primeiro televisor tridimensional do mundo a ser comercializado para o consumidor simples.

Mas a razão pela qual quis fazer esse post foi outra. O que surpreendeu nisso tudo nem foi a tecnologia em si, mas o marketing que fizeram para promover o aparato de mais de 3 mil dólares. As fotos que tirei foram todas tiradas do badalado espaço promocional em frente ao Yodobashi Camera (espécie de Shopping Center de eletro-eletrônicos), em Akihabara. Ali, são realizados inúmeros eventos para atrair a atenção do público, desde pequenos shows com músicos, até exposições com maquetes enormes de personagens de filmes e jogos. Tudo isso no coração Geek da capital.

No caso da 3D Viera, a Panasonic reservou o espaço para demonstrar o poder do produto ao público, por mais de uma semana! Isso em pleno Golden Week, a semana em que 90% do Japão entra em férias. Não consigo nem imaginar quanto custaria um único dia no GW para realizar uma exibição, quanto mais uma semana inteira.

O legal foi que qualquer pessoa podia entrar na fila para ver como funciona a TV. É realmente muito próximo do que se vê nos cinemas 3D, só que em casa. Disponibilizaram 3 vídeos em 3 monitores. Um sobre a natureza, numa espécie de trekking naturalista; um outro num bote em um rio selvagem e o terceiro num mergulho submarino com centenas de peixes. Tudo acompanhado por uma dezena de funcionários bem educados e treinados para tirar quaisquer dúvidas sobre o televisor.

Não sabe como o 3D é possível? É fácil! Leia o material explicativo da Panasonic.

É claro que foi um sucesso. Em todos os dias que passei por lá, as filas estão lotadas de curiosos. Eu mesmo fui em todos as 3 mais de um dia, já que ali é passagem obrigatória para mim.

Imagino como deva ser difícil introduzir uma nova tecnologia no mercado e fazer com que as pessoas mudem a maneira como faziam algo até agora em prol do novo. Não sei se a televisão vai pegar. Se formos pelo exemplo do cinema, ainda vai demorar alguns anos para o 3D se popularizar aqui na terrinha.

Detalhe para a modelo limpando os óculos para mim. Quanto esmero!

Pessoalmente acho a TV3D algo muito interessante, mas não sei se gosto da idéia de passar horas com um óculos ridículo na cara para ver um filme. Outro detalhe é que as cores mudam um pouco, parece que estamos vendo tevê com óculos de praia. Sem contar que, pelo menos é a minha impressão, se não estivermos bem colocados em frente a TV, o efeito distorce e fica muito estranho.

Como essa história de digitalização do sinal de tv, muita gente deve estar planejando comprar uma tv nova, e a diferença de preço não é tão grande em relação a comum (leia-se: tela plana com full hd, com Blueray e 40″). A pergunta que não quer calar é: se você fosse comprar um monitor esse ano, você optaria por uma televisão com 3D?

E a Sony? Pois é, para não ficar no prejuízo total, a Sony montou em outro lugar uma barraca muito parecida com a da Panasonic. Mas dentro da estação, no saguão de trânsito! Pena que não tive tempo para ver, nem para fotografar, já que a exposição durou apenas um final de semana.

Anúncios

Hear-beat Motors

25 jun

Demais essa propaganda da montadora 三菱 Mistubishi para a TV japonesa. Além da idéia ser muito bacana, os personagens são parecidos com as pessoas na vida real nas ruas de Tóquio. Achei interessante também o lance entre o jovem e o velho, atrito que é bem visível em qualquer sociedade, principalmente na japonesa onde os anciões dominam praticamente tudo (menos os acentos preferenciais nos trens).

Programa de TV japonês

29 dez

Quem assistiu aquele episódio dos Simpsons onde a família toda vai visitar o Japão e acaba caindo numa pegadinha doentia dos japoneses deve se perguntar se aquilo foi invenção dos roteiristas da série ou se realmente existe. Bem, eu acho que não só existe de fato como a realidade é bem mais cruel.

O jogo é o seguinte: deve se falar rapidamente uma frase cheia de trava-línguas. Se errar, toma uma. UUuuiiiii!