Tag Archives: olimpíadas

Espírito Olímpico Chinês

16 mar

Está ocorrendo nesse momento uma série de confrontos no Tibet em decorrência de distúrbios causados pela manistação contra a ocupação chinesa no país, ocorrida em 1951. O exército chinês impôs toque de recolher, mandou turistas embora, proibiu a imprensa de cobrir os acontecimentos e está patrulhando as ruas atrás de agitadores.

Tudo começou na cidade de Lhasa, no mosteiro de Jokhang quando monges budistas resolveram protestar, relembrando o 49º aniversário da malsucedida insurreição contra a dominação chinesa. A manifestação, pacífica, já durava havia alguns dias quando simpatizantes tibetanos aderiram e resolveram colocar um pouco de tempero na coisa toda. De acordo com as autoridades chinesas, a turba insurgiu contra forças policiais chinesas, destruindo viaturas e saqueando lojas pertencentes a chineses. Houve confronto e pessoas morreram.

Eu não sei se é por causa da proibição da imprensa, mas as informações são muito poucas e confusas. Ao que tudo indica morreram pelo menos 10 pessoas; de acordo com a “República” da China, todas chinesas linchadas pelos manifestantes tibetanos. Por outro lado, os tibetanos dizem que as tropas chinesas usaram demasiadamente a força e mataram pelo menos 100 pessoas. Quem está com a razão ninguém sabe por enquanto, uma vez que o país vermelho controla a informação, quem entra e quem sai da cidade e cortou grande parte dos meios de comunicação. O que é certo é que há dezenas de feridos.

O que eu acho incrível nisso tudo é o absurdo da situação. Primeiro: o que diabos a China está fazendo no Tibet? Tem petróleo lá? Estive fazendo uma pesquisa mas ainda não cheguei a nenhuma conclusão, já que os fatos mudam de acordo com a fonte. Outra coisa é: Para um país que está tentando melhorar sua imagem perante o mundo, a China não está se saindo muito bem. Aqui na Ásia está o maior auê por causa das olimpíadas em Pequim. O governo chinês espera faturar alto com o aumento do turismo e a exibição da cultura chinesa para o globo, uma vez que eles despontam cada vez mais como o próximo império a dominar nós todos.

Todo mundo acha um absurdo a guerra no Iraque e tudo mais, mas poxa, lei marcial num país de monges? Genocídeos, estrupos, destruição de monastérios seculares e manobras para acabar com a cultura de um povo que prega a paz? Acho isso tudo muito inacreditável. Estamos numa época de barbáries, mesmo sendo o século XXI. Talvez as primeiras palavras que todo mundo deveria aprender em mandarim sejam implorando misericórdia.

Para quem quiser saber mais, eu captei a matéria do site da FolhaOnline. Também há a sempre bem-vinda Wikipedia.

As Olimpíadas pelos Japoneses

12 jan

Não é de hoje que esse tipo de apresentação japonesa vem fazendo sucesso. Quem não lembra daquele vídeo “ping-pong matrix“onde os jogadores faziam movimentos fantásticos no ar que lembravam muito o efeito bullet-time do filme? Já faz pelo menos 3 anos, mas parece que a moda pegou e estamos vendo apresentações cada vez melhores.

Um pouco de história

Esse tipo de show provavelmente teve sua origem no 文楽, bunraku, tradicional teatro de bonecos japonês. Não se sabe exatamente quando esse tipo de apresentação teve início, mas existem relatos que permeiam o ano de 1684! Nessa época os artistas percoriam as cidades e contavam histórias através de bonecos extremamente requintados e cheios de detalhes. Os maiores precisavam de 3 homens para articulá-lo, cada um, e seus pesos poderiam atingir 20kg. Os roteiros eram muito bem desenvolvidos e sempre tratavam assuntos de ordem moral e ética recheados de romantismo e histórias de bravura. Para se tornar um omo-zukai, ou titereiro, precisa-se estudar pelo menos 10 anos. Isso para cada uma das 3 posições no boneco. Apesar de haver bonecos de tamanhos diferenciados, os maiores são mais complexos, tendo até mesmo expressões faciais. A trilha sonora fica por conta do shamisen, famoso instrumento de cordas japonês.

É uma pena que esse tipo de arte, assim como muitas outras no Japão, estão aos poucos perdendo força e mergulhando no esquecimento. Porém, em Quioto, no tradicional bairro de Gion ainda pode-se ver algumas apresentação desse fantástico teatro. Ficou curioso? Clique aqui para ver um vídeo do bunraku e divirta-se!

clique na imagem para ver um vídeo sobre a história do bunraku (em espanhol)
vídeo por sedentário