Tag Archives: Anime

Missão Yashima

16 mar

Parece que o movimento para conservar energia ganhou um nome: ヤシマ作戦 (yashima sakusen, ou MissãoYashima). Esse nome tem uma origem inusitada, porém bem japonesa: o animê.

Muitos aqui devem conhecer a série “Evangelion“, história que se passa num futuro não muito distante onde robôs gigantes defendem a humanidade contra criaturas gigantescas chamadas “Angels”. A série foi um sucesso de audiência no Japão e também no Brasil. Na história, a população tinha que desligar tudo da tomada por um certo tempo afim de carregar a bateria dos mecanismos de defesa.

Pelo twitter, os japoneses homenageiam a série usando o bom humor e o ideal de que todos lutam por uma causa comum.

Tamanho foi o  sucesso da conservação, que o governo  deve encerrar a medida antes do previsto.

ヤシマ作戦成功!

A Garota que viajou no tempo

21 ago

Se você gosta de anime e procura algum filme despretencioso porém interessante, experimente assistir o longa animado 時をかける少女 , ou “The girl who leapt through time”, produzido pelo famoso estúdio Madhouse e lançado em 2006.Poster Americano

Fiquei interessado após ler uma crítica muito interessante no Japan Times. O filme foi muito bem recebido pela crítica especializada e chegou a levar o Japan Academy Prize for Animation of the Year. Outro detalhe é que o diretor, Mamoru Hosoda, chegou a trabalhar nos estúdios Ghibli no filme “Castelo Animado”.

O roteiro é baseado 20 anos após os eventos narrados no livro homônimo e conta a história de Makoto Konno, uma típica estudante colegial japonesa que por acidente descobre que é capaz de viajar no tempo. A princípio ela apenas usa seus poderes para frivolidades, como evitar chegar atrasada na escola, tirar boas notas e até repetir a mesma sessão de karaoke por 10 horas seguidas. Veja o trailer:

O filme começa devagar, com os protagonistas sendo introduzidos um a um. A rotina é retratada muito fielmente e até mesmo os efeitos sonoros remetem à estação em que se passa a história. A princípio não acontece nada de mais, porém ao se aproximar do final várias reviravoltas fazem o roteiro ficar muito interessante. A personagem Makoto amadurece durante suas várias experiências de viagem no tempo. Noentanto o que não se percebe é exatamente que o tempo passou, já que ela vai e volta várias vezes num invertalado de semanas e até de dias apenas. Não espere viagens ao futuro inimaginável ou até para eras passadas.

Como toda história que se preze, o foco é o romance que floresce entre os colegas de escola. Tudo bem dramatizado ao estilo japonês. Do ponto de vista técnico o filme não traz inovações. Não é nenhuma grande produção e o acabamento se assemelha muito com os seriados de tv que estamos acostumados a assistir, inclusive com a reciclagem de cenas (a mesma cena passa diversas vezes). Apesar desses pontos o filme prima pelo roteiro, que é muito bem elaborado e não deixa pontas soltas.

“Tokikake”, como é carinhosamente apelidado o filme, poderia facilmente ser um filme com atores de verdade, de tão simples e inteligente que é. Eu gostei bastante e digo: é por filmes assim que a animação japonesa tem o respeito que tem. Definitivamente um filme para quem gosta de cinema .

links> site oficial (jap) | wikipedia | ficha técnica

Tokyo Anime Fair 2008

5 maio

O meu primeiro final de semana em Tóquio coincidiu com um programão que ocorreu não muito longe de onde eu moro. O Tokyo Anime Fair é o maior evento do mundo no setor de animes e tudo relacionado a mais esse ícone japonês. Foram mais de 126 mil visitantes na feira que durou 4 dias, sendo o primeiro fechado à imprensa e empresários da área.

Não é nenhuma locação de Babylon 5, é “somente” o Tokyo Big Sight, local onde ocorreu o evento

Fui pego meio que de surpresa, enquanto trabalhava um colega soltou “está tendo um festival de anime, tá sabendo?“. Isso foi no sábado à tarde, no domingo lá estava eu, de mala e cuia procurando o tal Tokyo Big Sight, o maior pavilhão de eventos de Tóquio. Não foi muito difícil encontrar uma vez que ele mais parecia uma nave extraterrestre pousada sobre o porto da cidade. O pavilhão em si é um show à parte.

Conheço gente que ia ficar louca só de ver essa arquitetura alienígena de perto. Eu mesmo fiquei enbasbacado quando cheguei mais perto. Repare no tamanho da bagaça!

Realmente o lugar é gigante, depois que eu passei da entrada ainda andei uns 5 minutos até o pavilhão onde ocorria o festival. Devia ter algum outro festival acontecendo ao mesmo tempo por que tinha muita gente. Quando cheguei já passava das 14h e haviam algumas pessoas esparramadas pelo chão em frente à entrada. Achei engraçado pois me lembrou muito os festivais que tem no Brasil. Até mesmo o tipão otaku é parecido.

Já mencionei 126 mil pessoas? Os números não impressionam muito, mas quando se vê o que eles realmente representam…

Depois de desembolsar mil ienes e comprar um guia de 500, fui adentrando no recinto. Estilo trem de Tóquio, esbarrando em todo mundo. Já na porta vi várias miniaturas de animês que curto pacas e de muitos outros que conheço apenas pelo desenho (nunca pelo nome).

Sempre é legal ver os personagens dos quadrinhos/animação materializados no mundo real com o máximo de fidelidade.

O mais interessante é que haviam muitas pessoas na casa dos 20 a 30 anos. Se pensar como no Brasil onde desenho animado é coisa de crianças, no Japão isso também é o contrário. Estava uma algazarra, música tocando de tudo que é lado, gritos, explosões e as famosas meninas fazendo promoção te enchendo de tranqueira. A cada estande que eu passava, perdia uns bons 10 minutos vendo nas estandes sonhos de consumismo nerd.

Eu fico imaginando se teria coragem de brincar com uma coisa dessas. Ou pior, dar de presente pro “júnior” se distrair um pouco

Haviam também sessões de cinema com pré-estréias de séries e OVAs, tudo dentro do preço de entrada. Para os animês mais concorridos não dava nem para se aproximar das salas, tamanha a fila. Apesar de ter ido pelas animações, o que mais me chamou a atenção foram os brinquedos. Todos muito bem feitos e estilosos, fiquei imaginando muitos deles na minha prancheta de desenho. Ia ser o máximo… se eu tivesse uma.

Apesar do nome pornográfico, vocês não imaginam o quanto eu me segurei para não comprar as estátuetinhas do Tintim! Um dos primeiros quadrinhos que li na vida.

Foi muito legal ver meus heróis do oriente em suas versões mais recentes e originais, muito diferente daquela sensação de contrabando que tinha no Brasil. Quando emprestava VHS dos meus amigos para assistir desenhos que já estava velhos por aqui.

Blade é dos meus mangás preferidos sobre samurais, pelo preço dá pra se ter idéia do prejuízo que se pode ter se você for um nerd descontrolado. Eu não comprei nada. Olha que exemplo… estava sem grana 😛

Como era o último dia e o tempo estava meio corrido não tirei muitas fotos. Haviam muitos artistas independentes por lá expondo seus trabalhos e distribuindo cartões de visita. Fiquei maravilhado com a humildade desses jovens talentos da animação, especialmente pelo alto nível de habilidade comprada pelos belíssimos trabalhos. Alguns eram meio loucos é verdade, mas faz parte!

Essa artista ficava rabiscando todo seu estande durante o evento, nas mesas seus scketch books fabulosos podiam ser folheados um a um. Achei uma forma muito original de passar o tempo ao mesmo tempo que demonstrava sua capacidade criativa. Afinal quem sabe faz ao vivo!

Foi realmente revigorante ter participado do evento, vi muitas animações experimentais, muita coisa nova. Produtos, brinquedos, um monte de coisa relacionada à minha paixão. Fiquei me imaginando como um artista expondo por ali também. Quem sabe no futuro… depois que dominar os kanjis da vida.

Arte original de um dos artitas de “Meu vizinho Totoro”

Para quem quiser mais detalhes estou colocando um vídeo bem bacana que encontrei na internet falando da feira e dos próximos lançamentos em anime para o futuro não muito distante. O vídeo é em inglês e tem aproximadamente 13 minutos. Se não tiver saco tempo para ver tudo, veja apenas o começinho que vale a pena!

Não percam esse vídeo, dá para se ter uma boa idéia de como foi o evento e ainda a agenda de lançamentos para 2008.

Teve gente que nem deu bola pros animes, ficou só tirando foto das garotas. E olha que não era qualquer câmera não, eram aquelas gigantescas todas equipadas. E eu com meu celularzinho…

Muitas modeletes bonitas vestindo roupas tipo sex-shop ficavam entregando um monte de tranqueira para os otakus que passavam. Bem que eu queria ter tirado mais fotos para postar aqui, mas meu celular quebra-galho não é muito apropriado para o nível de detalhe que estava buscando. Se você também curte essas japinhas vestidas de cosplay visite essa galeria.

Para quem curte as famosas bonequinas de personagens de anime em miniatura dê uma olhada nesse link com algumas fotos. Tinha muita boneca por lá… algumas distribuindo panfletos e outras dava até para comprar!

Para ver mais fotos do evento clique aqui.

Fontes: AnimeNewsNetwork, Dannycho.com,

Action Figures de Evangelion

15 mar

O blog tem quase 1 ano e ainda não postei nada sobre anime, o que é uma vergonha uma vez que é um dos mais visíveis produtos culturais que o Japão exporta para o mundo. Não sei por quê eu nunca toquei no assunto aqui, mas pretendo me redimir inserindo aos poucos algumas coisas interessantes que for achando pela internet. Até por que eu sou fã de anime, bolas!

Para inaugurar, um post diferente: action figures. Pra quem não é nerd (que devem ser poucos entre meus visitantes já que o Japão é o país mais nerd do mundo) o action figure é a grosso modo um “bonequinho de um personagem de desenho animado”, mas pode ser também de game, filme, quadrinhos e afins. Enfim, um produto de nerd para nerd.

Pra quem gosta, aqui vai um link interessante com algumas bonecas do Neon Genesis Evangelion, um dos clássicos do anime. Se você não conhece, trate de correr atrás por que valhe muito a pena!