Arquivo | Anime RSS feed for this section

Missão Yashima

16 mar

Parece que o movimento para conservar energia ganhou um nome: ヤシマ作戦 (yashima sakusen, ou MissãoYashima). Esse nome tem uma origem inusitada, porém bem japonesa: o animê.

Muitos aqui devem conhecer a série “Evangelion“, história que se passa num futuro não muito distante onde robôs gigantes defendem a humanidade contra criaturas gigantescas chamadas “Angels”. A série foi um sucesso de audiência no Japão e também no Brasil. Na história, a população tinha que desligar tudo da tomada por um certo tempo afim de carregar a bateria dos mecanismos de defesa.

Pelo twitter, os japoneses homenageiam a série usando o bom humor e o ideal de que todos lutam por uma causa comum.

Tamanho foi o  sucesso da conservação, que o governo  deve encerrar a medida antes do previsto.

ヤシマ作戦成功!

Anúncios

Morre diretor de Perfect Blue, Satoshi Kon

25 ago

Para se ter idéia de como essa notícia me atingiu, vou afirmar uma coisa: Satoshi Kon é o cara que fez os melhores animes que já vi na vida. Sério!

Seu primeiro filme, “Perfect Blue“, me fez perceber que um desenho animado pode ser tão intenso quanto um filme de atores reais. Fiquei na ponta do sofá o filme inteiro, tamanha a expectativa! Seus outros filmes conseguiram me surpreender ainda mais!

Fiz uma resenha da notícia abaixo e uma breve biografia para quem não conhecia esse mestre do anime:

Faleceu ontem (24) pela manhã o aclamado diretor de anime Satoshi Kon, vítima de câncer no intestino. Ele tinha 46 anos.

Kon recebeu inúmeras premiações pelos seus filmes animados. “Perfect Blue“, “Millennium Actress” e “Tokyo Godfathers” são algumas das obras do giretor, que já trabalhou com outras celebridades como Katsuhiro Otomo, criador de “Akira“, no curta Magnetic Rose (parte do filme “Memories“). O último lançamento do diretor foi “Paprika“, em 2006.

Se você gosta de anime, ou de desenho animado, ou curte cinema bem feito, veja a filmografia de Satoshi Kon. Você vai virar fã! Vai por mim.

fontes: Anime News Network, Tokyo Shibun

Slam Dunk Anime + Shiseido

24 ago

Se você conhece o famoso mangá sobre basquete “Slam Dunk”, não deixe de assitir esse comercial.

Não conhece? Então, talvez  o nome Inoue Takehiko seja familiar. Ainda não?

O cara é nada mais nada menos que o autor da  aclamada série “Vagabond”, sobre o samurai Miyamoto Musashi.

Assistam. É de chorar!

Tóquio Apocalíptica

23 jul

Clique para ver a galeria de ilustrações!

Impressionante os detalhes nessas ilustrações de Tóquio em ruinas. Provavelmente algum tipo de cenário para jogo ou animê, que me despertou muito o interesse. Particularmente interessante para quem conhece esses locais.

Engraçado, mas me pareceu familiar. Uma metrópole abandonada e falida… hum… seria Sampa? 😛

A dica foi de Andre Lang! Valeu André!

Marvel Anime

28 set

Depois do susto que os fãs levaram mês passado com a compra da Marvel pela Disney, agora a notícia é de que estão sendo produzidos novos desenhos animados com os personagens mais famosos da editora. Em anime!

A MadHouse Studios, famosa produtora japonesa responsável pelos melhores animês que já tive o prazer de ver (Vampire Hunter D, Metropolis entre outros), está responsável pela nova leva de animações da Marvel. Se quer saber mais dê uma olhada na coletiva que a Marvel deu na San Diego Comic Con em julho.

Logo abaixo estou postando 2 teasers que já estão no youtube. Não sei se há mais, mas provavelmente veremos outros personagens famosos dando as caras (de olhos puxados). Tomei a liberdade de dar uma comentada nerd de leve e sem pretensões.

IRONMAN – Aproveitando a onda do sucesso que o filme fez ano passado, nada mais natural que explorar esse personagem que tem TUDO a ver com animê. Alta tecnologia e cenas de ação em alta velocidade são umas das especialidades dos animadores japoneses. Nota-se a grande semelhança do design usado no filme tanto na armadura, quanto no visor de Stark. Fora isso, Torre de Tóquio, vilão vestido de marinheiro e mulheres de cabelo verde acrescentam a parte japa na história. Pelo trailer achei que eles poderiam ter ousado mais com o personagen, principalmente com a armadura, e criado um ambiente menos infantil, pelo menos com os vilões (dê uma olhada no Karas). Mas ainda é cedo para dizer qualquer coisa além disso.

WOLVERINE – Ao contrário do que achei do Ironman, com o Wolvie eles foram além da conta. O personagem está irreconhecível e a única coisa que remete ao Wolverine original são as garras. Mesmo assim ele as usa de maneira diferente do que estamos acostumados e isso logicamente causa certa estranheza à primeira vista. Pelo menos soa mais original e até me despertou interesse em ver o que mais mudou com o universo de um dos melhores personagens da Marvel (será que a antiga namorada do Logan, a Mariko, vai aparecer?). Quem já leu os quadrinhos de Frank Miller certamente deve relacionar Logan e Japão de maneira diferente, já que supostamente Wolverine teria treinado aqui (assim como Batman). Gostaria de ver um anime de Wolverine ambientado na época dos samurais num desenho bem violento estilo Ninja Scroll, mas não tão fantasioso.

Não é a primeira vez que a Marvel tenda invadir o mercado japonês, que no setor de quadrinhos é o mais consumista do mundo. Já tivemos Homem-aranha em mangá e série de tv com direito a robô gigante e pistola laser, X-men e outros que não durarram uma volta pelo metrô. Outro personagem que sempre dá as caras por aqui é o Batman, a exemplo do excelente animê lançado ano passado e que causou frison entre os fãs do morcegão.

Apesar da “galhofada” com personagens secundários e roteiro, os japoneses levam a produção dos desenhos super a sério e sempre podemos esperar uma qualidade impecável nos animês. Vamos ver se dessa vez eles conseguem arranhar o intocável mercado de entretenimento japonês. Gambare Marvel!

inspirado pelo nerdíssimo antigravidade

Aos pés de Gundam

31 ago

Sabe aquele olhar de criança quando vê um boneco do seu personagem de desenho animado favorito pela primeira vez? Naquela tarde era só isso que se via nos olhos de centenas de pessoas na exposição do robô gigante Gundam, em Odaiba, ilha artificial de Tóquio.

IMG_0967

Contemplem o que uma empresa japonesa de brinquedos pode construir

Não importa se você conhece ou não o famoso robô-soldado criado no fim da década de 70, não há quem não admire a imponência de um boneco de 25 metros de altura. E eu estando no Japão, não tive como deixar de ir conferir essa maravilha do mundo otaku (nerd). Afinal, que outro lugar do mundo isso poderia acontecer?

Gundam_esmaga

O famoso personagem da linha de brinquedos Gundam, da Bandai, completou 30 anos. Em comemoração várias empresas, juntamente com a prefeitura de Tóquio, organizaram um mega evento para celebrar e promover o mais que famoso robô (dê uma volta por Akihabara que você entenderá). A festa também serviu para conscientizar as crianças (mesmo das de mais de 40 anos) de que é importante ter paz e proteger a natureza. Isso vindo de um robô militar do tamanho de um prédio me soa como um bom conselho a se seguir.

Esse vídeo mostra bem como era o clima do evento

O melhor é que o evento foi de graça. Sim, nem um mísero iene foi cobrado para poder olhar de boca aberta o herói da infância de milhões. E havia shows ao vivo, exposição de fotos, brinquedos e comida! Claro que isso você tinha que pagar, mas não era um preço abusivo.

ShigueS leu Gundam há mais de 10 anos atrás(!)

ShigueS leu Gundam há mais de 10 anos atrás(!)

Definitivamente um dos melhores eventos que fui esse ano. Pena que ontem foi o último dia para ver o Gundam. Quem perdeu, perdeu. Agora só no próximo aniversário. Se no de 30 já fizeram um robô pra lá de convincente, no de 40 eles vão fazer o robô andar e soltar raios laser dos olhos!!!

this_is_JAPAN

A noite é que começa o show!

Todas as imagens, incluindo o vídeo, foram produzidas por Shigues. ; )

Curiosidade: Odaiba é uma das muitas ilhas artificiais do Japão e sua base foi construída de LIXO. Apesar de toda sujeira por baixo da ilha, Odaiba é considerada “cool” e abriga muitos hotéis de luxo e prédios suntuosos (fora escritórios de design). Eu pensava que era uma maravilha do mundo moderno, mas na verdade foi construída em 1853!

Se quiser ver fotos tiradas com uma câmera de verdade por um fotógrafo de verdade, acesse esse link.

A Garota que viajou no tempo

21 ago

Se você gosta de anime e procura algum filme despretencioso porém interessante, experimente assistir o longa animado 時をかける少女 , ou “The girl who leapt through time”, produzido pelo famoso estúdio Madhouse e lançado em 2006.Poster Americano

Fiquei interessado após ler uma crítica muito interessante no Japan Times. O filme foi muito bem recebido pela crítica especializada e chegou a levar o Japan Academy Prize for Animation of the Year. Outro detalhe é que o diretor, Mamoru Hosoda, chegou a trabalhar nos estúdios Ghibli no filme “Castelo Animado”.

O roteiro é baseado 20 anos após os eventos narrados no livro homônimo e conta a história de Makoto Konno, uma típica estudante colegial japonesa que por acidente descobre que é capaz de viajar no tempo. A princípio ela apenas usa seus poderes para frivolidades, como evitar chegar atrasada na escola, tirar boas notas e até repetir a mesma sessão de karaoke por 10 horas seguidas. Veja o trailer:

O filme começa devagar, com os protagonistas sendo introduzidos um a um. A rotina é retratada muito fielmente e até mesmo os efeitos sonoros remetem à estação em que se passa a história. A princípio não acontece nada de mais, porém ao se aproximar do final várias reviravoltas fazem o roteiro ficar muito interessante. A personagem Makoto amadurece durante suas várias experiências de viagem no tempo. Noentanto o que não se percebe é exatamente que o tempo passou, já que ela vai e volta várias vezes num invertalado de semanas e até de dias apenas. Não espere viagens ao futuro inimaginável ou até para eras passadas.

Como toda história que se preze, o foco é o romance que floresce entre os colegas de escola. Tudo bem dramatizado ao estilo japonês. Do ponto de vista técnico o filme não traz inovações. Não é nenhuma grande produção e o acabamento se assemelha muito com os seriados de tv que estamos acostumados a assistir, inclusive com a reciclagem de cenas (a mesma cena passa diversas vezes). Apesar desses pontos o filme prima pelo roteiro, que é muito bem elaborado e não deixa pontas soltas.

“Tokikake”, como é carinhosamente apelidado o filme, poderia facilmente ser um filme com atores de verdade, de tão simples e inteligente que é. Eu gostei bastante e digo: é por filmes assim que a animação japonesa tem o respeito que tem. Definitivamente um filme para quem gosta de cinema .

links> site oficial (jap) | wikipedia | ficha técnica

A arte retrô-futurista de Shohei Otomo

20 jul

Mais impressionante que a técnica do ilustrador japonês, os assuntos e a abordagem causam um impacto enorme! Por algum motivo não me agrada muito quando ele retrata as garotas com cara de mangá. Confira clicando na imagem!

Shohei Otomo

via NerdSomosNozes

Heisei no Samurai

24 abr

Quem já assistiu qualquer animê de samurai certamente já viu técnicas pouco prováveis de conseguir na vida real. Lembro de um episódio de Kenshin onde ele defendia um templo se colocando à frente de um canhão e cortando o projétil em dois! Na hora pensei “Puts, que marmelada!”.

Para quem é fã de samurais, duas boas notícias: a primeira é que algumas técnicas “forçadas” dos desenhos animados podem ser realizadas na vida real, mas somente pelas mãos de um samurai de verdade. A segunda é que ele existe e vive hoje no Japão. Conheçam Isao Machii, o samurai moderno.

Impressionante… nunca mais vou duvidar do Kenshin!

via: blog do cardoso

Transformer Pink

11 jan

Transformer gay

Como disso um amigo “Meu Deus! Um transformer GAY!“. Na verdade eu havia imaginado um Megabot feminino, mas pensando bem, um caminhão rosa-choque não é lá muito feminino.

detalhes da bixa

Tirei essa foto indo para o trampo, em Ryogoku. Cada coisa que agente vê, nem precisa sair do caminho da roça.

Image Hosted by ImageShack.us