Sayonara 2008

3 jan

Ainda me é estranho falar “ano passado” quando me refiro a 2008. Sinceramente, mal vi esse ano passar. Por coincidência o animal que representou esse ano foi o rato, e ele passou tão rápido que deixou a impressão de que as coisas estão andando cada vez mais rápido nesse mundo.

Centenário da Imigração, Eleições nos EUA, Crise econômica, tantas mudanças marcantes no (meu) mundo, isso sem contar as coisas da minha vida: mudança para Tóquio, trabalho novo, escola de japonês, novo círculo de amizades, exame de proficiência em língua japonesa e outras fortes emoções. Não foi a toa que o kanji escolhido para representar 2008 tenha sido o de mudança.

Image Hosted by ImageShack.us
Foto: TokyoTimes

Depois do rato vem a vez da vaca, ou boi. No Japão e em grande parte da Ásia segue-se o calendário chinês, no qual cada ano representa um animal e cada animal possui uma característica que prediz o que virá no ano vigente. No caso da vaca, paciência, perseverância, trabalho duro e força. Pelo que tudo indica vamos precisar ainda mais que isso para enfrentar 2009.

Muitas coisas aconteceram nesse final de ano. Algumas não foram nada boas para os brasileiros que vivem no Japão. Em decorrência da queda na produção, muitos perderam seus empregos e junto com isso a pouca segurança financeira que possuíam. Sem emprego, os trabalhadores que viviam em alojamentos tiveram que sair às pressas e procurar outro lugar para morar. Não são poucos os que tiveram que dormir em seus carros e até mesmo ao relento, em pleno inverno rigoroso japonês. Todos os dias ouço notícias de cortes e demissões em massa. Nem mesmo os japoneses estão a salvo e os que ainda mantém sua colocação estão apreensivos e com receio de perder seu sustento. O ano que marcou 100 anos de relações entre Brasil e Japão encerrou-se também marcando o começo do fim do movimento dekassegui, com grande parte dos brasileiros voltando a sua terra natal sem previsão de retorno. Há previsões de que a comunidade deva diminuir um terço em 2009.

Porém, ano novo, vida nova. É o que diz a crença popular brasileira e dou fé. Gosto de pensar que foi bom que essa maré de reviravoltas tenha sido no final de um ano moribundo que logo se acabou. Parte desse gosto amargo morreu junto com ele e o amanhã é cheio de esperanças e luz. Vá em paz, ano de 2008, e leve para seu túmulo todo esse medo e toda a frustração. Há males que vêm para o bem. Talvez tudo o que aconteceu sirva de incentivo para darmos um salto ainda maior em 2009. Desejo que todos tenhamos fé que dias melhores virão. Depois da tempestade, a bonança. Não é assim que se fala no Brasil?

Para meus leitores um forte abraço! Um 2009 cheio de alegrias e muito sucesso. Pensemos positivo! Sempre em frente! BANZAI!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: